Bia C. Rossi

A descoberta do tesouro que nos habita

Minha jornada me impulsionou a mergulhar nesse universo, que me fascina cada dia mais.  Eu sou bióloga de formação, Mestre em Biologia funcional pela Unicamp, apaixonada pelos microssistemas celulares e bioquímica e filosofia. Como neta de uma linhagem de benzedeiras e de espíritas, fui criada vendo o poder do invisível, o que me motivou a buscar entender o que está por trás das coisas.

 

Quando eu me tornei mãe busquei entender mais profundamente o funcionamento do corpo como um todo para ter autonomia para lidar com a saúde do meu filho. Eu não queria ficar dependente de médicos e remédios. Fui estudar práticas naturais e energéticas, quando busquei especialização em Medicina chinesa, Cromoterapia e conheci o Bodytalk, prática terapêutica bioinformacional, na qual me aprofundei.

A maternidade me mostrou intuição natural que existe na mulher e descobri a intuição feminina que habita em mim. Já dizia Clarissa Pinkola Estés, ” a intuição é o tesouro da psique da mulher”.

Chegou um momento em que me apaixonei pela Psicologia Junguiana e eu e meu esposo, já especialista em Psicologia Junguiana e Arteterapia, fundamos o Jung na Prática. Esse caminho me levou à Psicologia Simbólica, do Dr. Carlos Byington, o qual tive o privilégio de conhecer e participar da organização do Portal da Byington na Prática.

Essa trajetória me levou a entender que nossa psique é intuitiva e que existe sabedoria biológica por trás da intuição, ou seja, a intuição é uma habilidade que todos temos. Me aprofundei através de estudos da Hearth Math Institute, Penney Pierce, Sonia Choquette e com o auxílio do querido James Oschman que guiou meus estudos com vários materiais.

 

Comecei a atender mulheres que buscavam o resgate da sua essência feminina, autoconfiança e a mulher intuitiva, o que levou a perceber que o trabalho com o arquétipo da mulher intuitiva, selvagem, resgata a mulher forte, autoconfiante, escondida na psique. Comecei, então, a realizar trabalhos com o feminino intuitivo através de mentorias, grupo, Círculos de Mulheres através de ferramentas terapêuticas, de coaching e com os contos de Clarissa Pinkola Estés.

Usar a intuição em todas as áreas da minha vida foi um grande desafio, e ainda é. O coach permitiu que eu elaborasse o conteúdo simbólico e colocasse em prática na minha vida cotidiana, fazendo com que essas informações se transformassem em ação real e resultado, surgiu a BIOINTUIÇÃO e o CURSO LEITURA BIOINTUITIVA.

Conheci Access Counscioness que complementou os meus estudo, trazendo o poder das perguntas expansivas.

Como podemos melhorar o mundo que vivemos? Como podemos melhorar nosso mundo interior e exterior?

Nós estamos nos encaminhando para um tempo em que nossa intuição “falará” cada vez mais alto porque ela já existe como capacidade inerente a cada um de nós. A ciência já está percebendo isso. Eu percebo e você também deve estar percebendo que cada vez mais nasce dentro das pessoas um chamado para aprender a confiar na intuição.

Como quando aprendemos um conceito novo, é necessário entender como se processa e vivenciar para podermos acreditar que é real e que devemos aprender a dar valor para a intuição, tanto quanto damos para a razão.

Vivenciar a intuição da mulher que sou e estudar os fenômenos biológicos por trás da intuição é desvelar um universo maravilhoso e desconhecido. Eu senti como um chamado e comecei ministrando palestras, áudios reflexivos e hoje trabalho com grupos de mentoria, cursos e atendimentos individuais e cada vez mais pessoas chegam querendo desvelar essa habilidade esquecida.

Sinto na minha alma que minha missão é empoderar as pessoas de sua INTUIÇÃO.